projeto henry sobel

Pré-venda da biografia

Henry Sobel, o rabino do Brasil

A vida e a trajetória de um dos mais complexos e fascinantes personagens da história contemporânea do Brasil em uma narrativa cheia de revelações. E contada também por dezenas de pessoas que conviveram com ele.

Erramos
Por uma falha de edição, o prefácio de "Henry Sobel - o rabino do Brasil", de autoria de Fernando Lottenberg, foi publicado pela metade. Pedimos sinceras desculpas ao autor e a todos os leitores e leitoras, e publicamos aqui o texto integral do prefácio.
Biografia

Você é nosso convidado para o lançamento de "Henry Sobel, o rabino do Brasil"

A Biografia

Henry Sobel

Nascido em Portugal e criado nos Estados Unidos, o rabino Henry I. Sobel (1944-2019) foi o judeu de maior destaque em mais de cinco séculos de história do Brasil. A partir de seu posicionamento firme, recusando a tese da ditadura militar, de que o jornalista judeu Vladimir Herzog havia se suicidado – e não sido morto em meio à tortura, em 1975 -, Sobel transformou-se em ícone da defesa dos direitos humanos como valor universal e da luta pela consolidação da democracia no Brasil.

Sobel tocou a vida de tanta gente que seria injusto escrever sua biografia apenas em forma de narrativa. Assim, “Henry Sobel – o rabino do Brasil” inclui dezenas de “causos” contados por todo tipo de pessoa que conviveu com ele. São histórias engraçadas, curiosas, dramáticos, nem todas positivas para o biografado. Mas que ajudam a compor o quadro caleidoscópico que foi sua vida.

Imagens

Galeria de fotos

Henry Sobel, o rabino do Brasil

Pré-venda da biografia

A vida e a trajetória de um dos mais complexos e fascinantes personagens da história contemporânea do Brasil em uma narrativa cheia de revelações. E contada também por dezenas de pessoas que conviveram com ele.
Autor do livro e Coordenador do projeto

Jayme Brener

Jornalista, sociólogo e cursou Mestrado em História Contemporânea. Foi repórter da Folha de S. Paulo, Veja, Correio Braziliense e Jornal do Brasil. Correspondente internacional na Nicarágua e na Holanda. Autor de “Os cinco dedos de Tikal – Comunistas, judeus, putas e índios às vésperas da Segunda Guerra”, ganhou o Prêmio Jabuti de melhor livro didático de 1999, com “Jornal do Século XX” (Ed. Moderna), e foi finalista, em 1996, com “O Golem e outras aventuras do rabino Judá Levi, de Praga” (Ed. FTD). Editou o livro “Um homem, um rabino”, de autoria do rabino Henry Sobel (Ediouro).

Receba hoje mesmo seu audiobook GRÁTIS, com "causos" de quem conviveu com Henry Sobel

Apoio institucional